Uso incorreto do notebook pode trazer prejuízos à saúde

A venda de computadores portáteis no Brasil está em ascensão desde o ano passado. Tanto que os notebooks, atualmente, são mais vendidos do que os desktops. Isso por causa da praticidade de se trabalhar em qualquer lugar e hora, conectado à internet por meio da tecnologia 3G, cada vez mais eficiente no país. Porém tanta agilidade e praticidade podem causar problemas para a saúde.

De acordo com um informativo do Laboratório Santa Luzia, empresa associada há mais de dez anos à AEMFLO e à CDL-SJ, muitas pessoas utilizam notebook de forma errada - o que prejudica a coluna. Os especialistas orientam que sempre que for usar o microcomputador, deve se apoiar os cotovelos ao digitar, deixar a coluna lombar no encosto da cadeira e parar a cada 30 minutos. Caso isso não aconteça, pode acarretar uma contração da musculatura dos ombros e da cervical, e um desconforto da paravertebral, que faz com que o cansaço dos músculos se transforme em dor. Outra dica importante, quando fizer os intervalos, levante, caminhe e alongue bem as costas.

Além da coluna, os especialistas apontam outras preocupações com o notebook, o fato de usá-lo no colo pode acarretar queimadura leve na perna ou até mesmo a infertilidade. Existem relatos de que o aumento da temperatura produzido pelo equipamento em cima do testículo pode levar uma diminuição na produção de espermatozóides. Mas não há registros médicos da doença. Com relação às queimaduras, os casos são mais frequentes, principalmente aquelas relacionadas ao calor provocado pela radiação infravermelha em contato com a pele. Equipamentos com bastante uso e pouca manutenção podem chegar a temperaturas acima de 45º C. A dica é não usar no colo, tanto pela saúde da pele quanto pelo adequado resfriamento do computador, pois o superaquecimento pode levar a danos.

Com informações do Portal Terra, Tec Mundo e Informativo Santa Luzia

Leave A Comment