Qual notebook comprar? G1 testa seis opções para estudar e trabalhar

O g1 testou seis modelos com configurações ideais para estudar, trabalhar e ver séries no streaming: bastante memória RAM, telas de resolução alta, disco SSD para acessar dados mais rápido e processadores de alto desempenho. Tem modelo que até dá para jogar.

Os notebooks avaliados foram:

Acer Aspire 5

Apple MacBook Air

Dell Inspiron 15

Lenovo Yoga 7i

LG Gram

Samsung Book

Os preços variavam entre R$ 4.200 e R$ 9.000 nas principais lojas on-line, no começo de fevereiro.

O que os notebooks avaliados têm em comum:

8 GB de RAM

256 GB ou mais de armazenamento SSD

Telas Full HD ou de maior resolução

Pesam menos de 2 kg

Conector para headset/fone de ouvido com fio

Veja a seguir o desempenho de cada um deles e, ao final da reportagem, leia a conclusão.

Outros guias:

2 de 16 Acer Aspire 5 — Foto: g1 Acer Aspire 5 — Foto: g1

O Acer Aspire 5 é o notebook mais pesado entre os modelos testados (1,9 kg), apesar de ter uma tela de 14 polegadas – o LG Gram tem uma tela de 17 polegadas e pesa somente 1,35 kg, para comparação.

Porém, pelas suas boas configurações para trabalhar e estudar, o modelo oferece uma ótima relação entre custo e benefício. Nas lojas on-line, o Aspire 5 custava R$ 4.200, em média, no meio de fevereiro.

A unidade de testes veio com um processador Intel Core i5 de 11ª geração (o mais recente) e placa gráfica Intel Iris Xe, além de 475 GB de SSD (disco de estado sólido, mais veloz que o disco rígido convencional).

Seu desempenho é bom, sem travar, mas foi o único a apresentar problemas durante os testes – uma configuração errada do Windows 11 impedia o notebook de ligar sozinho e acender a tela ao abrir a tampa.

Em vários momentos, o computador não ligava a tela, mas fazia barulho e esquentava sozinho. Foi necessário entrar em contato com o suporte da marca para resolver o problema.

A tela com resolução Full HD do Aspire 5 é muito parecida com a do Dell Inspiron 15 e a do Samsung Book, com um acabamento fosco, e parece precisar de um ajuste maior de contraste.

O teclado em português não tem iluminação e a máquina não conta com leitor de digitais para segurança e desbloqueio do Windows.

A webcam do Aspire 5 é razoável, como a dos demais notebooks do teste. Gera imagens que, em videochamadas, ficam claras, mas perdem definição e se mostram borradas se você se mexer muito falando.

Sua bateria ficou na média dos demais notebooks. A Acer diz que a autonomia fora da tomada chega a 8 horas de uso, e o Aspire 5 pode se encaixar nessa previsão – ao usar por seis horas, a carga caiu de 100% para 55%.

3 de 16 Acer Aspire 5: porta Ethernet, HDMI, duas USB 3 e uma USB-C em um dos lados — Foto: Henrique Martin/g1 Acer Aspire 5: porta Ethernet, HDMI, duas USB 3 e uma USB-C em um dos lados — Foto: Henrique Martin/g1

Nas conexões para dispositivos externos, o Acer Aspire 5 vem com três do tipo USB 3.0, porta de rede Ethernet, saída HDMI para vídeo e uma porta USB-C 3.2.

Além disso, a fabricante permite expandir ou trocar o SSD da máquina por conta própria sem perder a garantia do produto.

Leave A Comment