6 transformações da tecnologia na agricultura que você deve saber

Por muitos séculos, a tecnologia na agricultura era uma realidade impensável e impraticável. Nas últimas décadas, no entanto, ambas estão envolvidas na transformação e otimização de processos para garantir mais produtividade na atividade rural.

Ao longo dos anos, a Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) tem gerado recursos que estão sendo cada vez mais incorporados aos processos agrícolas e têm funcionado como verdadeiras molas propulsoras de progresso para o campo e a população rural.

Neste post, informaremos como a tecnologia na agricultura tem mudado o cenário do agronegócio e vamos listar as principais revoluções no processo produtivo agrícola por meio do uso da tecnologia. Vem com a gente!

Uma referência histórica

No período da primeira revolução industrial — período em que a tecnologia estava totalmente dissociada da agricultura —, segundo tese do matemático e economista britânico Thomas Malthus, a população mundial cresceria em progressão geométrica, enquanto a produção de alimentos cresceria em progressão aritmética, o que provocaria escassez de alimentos no futuro.

Felizmente, essa teoria serviu para despertar a mente dos cientistas para promover revoluções no processo produtivo agrícola por meio do uso da tecnologia, de modo que essa profecia não se cumpriu até o momento. O uso adequado da tecnologia tem contrariado os prognósticos mais pessimistas de todos os tempos.

6 principais transformações da tecnologia na agricultura

A tecnologia na agricultura está transformando a gestão do agronegócio em um modelo data driven — cuja gestão é baseada em dados —, para propiciar maior controle processual e gerencial, assim como potencializar os resultados alcançados. Conheça as principais transformações que estão acontecendo:

1. Automação de processos

O tempo em que as atividades braçais eram predominantes na agricultura está chegando ao fim. Cada vez mais, os processos repetitivos e de maior grau de risco estão sendo automatizados, para promover maior confiabilidade e integridade às informações, tornar possível o acesso em tempo real aos indicadores de desempenho e melhorar a qualidade de vida no meio rural.

2. Internet das Coisas (IoT)

A conexão de objetos de uso cotidiano à internet tem sido denominada Internet das Coisas (IoT). Trata-se do uso de objetos físicos para fazer a coleta e transmissão de dados a distância.

Nesse contexto, o uso de drones para a automação do monitoramento das condições das plantações, o acompanhamento do andamento das atividades e o mapeamento das áreas agrícolas estão ganhando cada vez mais espaço nas propriedades rurais.

Essa tecnologia gera economia de tempo e torna desnecessário o deslocamento das equipes de campo para realização de inspeções e medições de resultados. Além disso, otimiza o direcionamento dos trabalhadores para os locais onde realmente será necessária uma intervenção humana.

Outra aplicação da IoT tem sido agregar sensores aos tratores e outros implementos agrícolas para proporcionar melhor desempenho em atividades como controle do cultivo, monitoramento do clima, das condições do solo e das pragas agrícolas. Os tratores também estão sendo modernizados e já vêm equipados com computadores de bordo. Todos esses recursos tornam a coleta e transmissão de dados plenamente eficiente.

3. Análise e monitoramento das variáveis agrícolas

As informações coletadas pelos recursos tecnológicos e o processamento desses dados em sistemas de informação gerencial estão revolucionando a análise e o monitoramento das variáveis agrícolas — clima, fertilidade do solo, disponibilidade de água, preços agrícolas, frete, demanda de consumo, custo de insumos, entre outras.

Dessa forma, é possível identificar o melhor momento de realizar o plantio, reduzir a aplicação de defensivos, definir a melhor época para realizar a venda dos produtos agrícolas, evitar danos por fenômenos atmosféricos extremos — geada, granizo etc. —, gerar créditos de carbono e otimizar o processo decisório em geral do agronegócio.

4. Mecanização e monitoramento remoto

Os implementos agrícolas — como tratores, semeadeiras e colheitadeiras — estão mecanizando muitas atividades manuais dos agricultores. Hoje em dia, eles dispõem de computadores de bordo, GPS e sensores que permitem coletar dados com exatidão sobre as etapas de plantio, manejo e colheita e fazer o monitoramento remoto das atividades planejadas.

Dessa forma, o gerenciamento das tarefas de campo fica mais efetivo e os resultados pretendidos se tornam mais alcançáveis.

5. Agricultura de precisão

A agricultura de precisão é voltada para identificar e mapear todos os fatores críticos de produção e determinar ações de manejo que permitam equilíbrio nutricional e prevenção de erosão do solo, menor consumo de água, maior preservação energética e maior produção dos cultivares.

Com técnicas de manejo eficazes, baseadas em dados fidedignos coletados em tempo real nas atividades de campo, é possível reduzir em até 80% as perdas em épocas de pouca chuva e gerar economias de escala no processo produtivo — redução do número de sementes plantadas, menor consumo de fertilizantes, uso localizado de herbicidas e defensivos agrícolas, entre outras economias possíveis.

A agricultura de precisão possibilitou definir práticas de manejo específicas para cada área de uma propriedade, considerando índices de carências nutricionais, disponibilidade de água, topografia e outras condições que interferem na produtividade da propriedade rural. Essas práticas se fundamentam em uma análise de dados eficiente .

Com essa precisão, alcança-se uma racionalização e otimização da aplicação de recursos e melhora-se significativamente a qualidade dos produtos agrícolas e o retorno sobre o investimento que o produtor rural realizou.

6. Rastreabilidade do processo produtivo

A tecnologia na agricultura permite rastrear todas as etapas de produção de uma lavoura, de modo a identificar a origem das sementes e mudas, o volume de defensivos, fertilizantes e herbicidas aplicados por área, o manejo e a produção por área e o destino final da cultura, para assegurar a qualidade do produto final e aumentar a credibilidade do produtor rural.

Principais ganhos da associação entre tecnologia e agricultura

A tecnologia na agricultura tem gerado diversos ganhos para todos que estão envolvidos com essa atividade. Veja alguns deles a seguir.

Praticidade

A automação e mecanização de atividades repetitivas tem proporcionado maior qualidade das informações e reduzido o esforço físico do homem do campo.

Maior controle gerencial

Sistemas de Informação Gerencial (SIG) têm sido desenvolvidos, sendo possível encontrar sistemas adequados para cada nicho de atividade agrícola — produção de grãos, plantas ornamentais, frutíferas, leguminosas, forrageiras, ervas aromáticas, entre outros.

Facilidade de monitoramento e tomada de decisão

A informatização dos controles de processos torna o monitoramento de resultados das rotinas produtivas em algo fluído e natural, maximizando as chances de sucesso na tomada de decisão.

Melhoria da produtividade

O homem do campo sempre se esforçou física e mentalmente para obter bons resultados na agricultura. A tecnologia está minimizando as atividades braçais e direcionando as energias dos trabalhadores agrícolas para as atividades que geram valor.

Os recursos tecnológicos conduzem o produtor rural para o uso estratégico dos dados digitais , ampliando as chances de sucesso e a formação de base de conhecimento específica sobre a sua propriedade rural, para assim poder otimizar as suas práticas de gestão do agronegócio.

Como vimos, a tecnologia na agricultura beneficia os trabalhadores do campo com processos produtivos mais inteligentes, automatizados, que exigem menor esforço e empregam os insumos agrícolas de forma mais racional e econômica. Tudo isso possibilita o gerenciamento remoto do agronegócio com precisão absoluta.

Quer ficar sempre conectado ao mundo da tecnologia da informação e comunicação? Assine agora a nossa newsletter!

Leave a Reply Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leave A Comment